Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

("Invernia", de Carlos Romão)
 
Olho o mar!
Longe, da ampla varanda, sento-me para o contemplar.
Não quero ir lá. Não quero senti-lo, cheirá-lo, desafiá-lo…
Quero-o distante, quero-me esquivar. Está desigual

 Desprezou o azul profundo, intenso, excessivo.

Está plúmbeo, soturno, marginal. 
Deixa-se confundir com as nuvens que o rodeiam,
formando um todo, único, sem começo nem fim.
Está parado, imóvel, sem ondas, sem espuma, fragor…
Sem me parecer o mar descomedido. Para mim,
tal como eu, o mar está de mau humor!
 



publicado por Donagata às 16:52
O diário do meu alter-ego. O irreverente, desbocado, mal disposto e insensato alter-ego. Mas também o sensível, o emotivo, o lamechas, aquele que tenta dizer coisas de forma bonita... Assim num pobre arremedo poético.
mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15

23

24
26
27
29
30

31


arquivos
pesquisar neste blog
 
Copyrights
Creative Commons License
O Bar da Praia by Donagata (Celeste Pereira) is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal License.
Based on a work at donagataempontodecruz.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at livroseopinioes.blogspo.com.
Copyright
MyFreeCopyright.com Registered & Protected
blogs SAPO